Opinião

Ao invés de problema, lixo pode ser solução

Cristiano Cardoso
12/08/2019

 

Hoje em Iporá, assim como na maioria esmagadora dos municípios brasileiros, a situação de aterro sanitário é preocupante, sem nenhum tipo de tratamento, armazenamento adequado ou reaproveitamento do lixo. Diariamente são despejados no local 168 toneladas de lixo residencial, industrial e hospitalar. Estive ontem visitando o local e aproveitei para fazer alguns registros de como está a nossa situação atualmente.

 

Em Boa Esperança (MG), município com dimensão geográfica e quantidade de habitantes parecido com o de Iporá, está prestes a concluir a primeira usina do Brasil a gerar eletricidade a partir do lixo.

 

Segundo Furnas, empresa responsável pelo projeto, a energia será gerada por meio de um processo que vai utilizar gasificação a leito fluidizado, uma tecnologia 100% nacional, que emite menos poluentes que outros processos já existentes. Com a instalação da usina, todo o lixo depositado no aterro sanitário da cidade e os novos resíduos que forem recolhidos no município servirão de combustível para a geração de energia elétrica.

 

Com isso o lixo deixa de ser um problema e passa a ser uma solução, além de diminuir drasticamente os danos ao meio ambiente, é uma alternativa interessantíssima para a geração de energia limpa e sustentável.

 

O que você acha a respeito? Você é a favor de um projeto amplo para o tratamento ou reaproveitamento do lixo em Iporá?

Cristiano Cardoso

Cristiano Cardoso é empresário, acadêmico de Direito e ativista político.

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
12 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • ARNON GERALDO FERREIRA 15/08/2019

    Desde o ano de 2008 - quando iniciamos o projeto Seringueira, como fator de preservação do meio ambiente, e para executarmos os projetos era necessário sair do eixo das rodovias asfaltadas e pegar a vicinais a exemplo da que da acesso para o Jacinopolis - onde tenho uma plantação me deparo como uma situação alarmante do descarte irregular do lixo e cheguei a apresentar o projeto para evitar esse desperdício de riqueza mas com a mudança na prefeitura na tivemos mais o apoio ao projeto, onde uma das vertente era o reuso do lixo como fator de geração de renda e no caso do lixo de construção para o reaproveitamento no uso de construção de contenções a erosão e recondicionamento de áreas degradas. mas precisamos falar e agir sobre esse assunto de suma importância e com o envolvimento da sociedade teremos exito. estou em permanente contato com o secretario do meio ambiente para que medidas sejam tomadas a esse

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

Botão do Facebook
Faça aqui o seu cadastro!