Opinião

Baixo efetivo de policiais não foi entrave para melhores resultados

Ronaldo Pinto Leite
25/12/2017

A 7a Delegacia Regional da Polícia Civil é uma das 17 (dezessete) unidades administrativas componente da estrutura organizacional da Polícia Civil do Estado de Goiás, sendo esta parte da estrutura da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária. A 7a DRP é a mais extensa das regionais, compreendendo 26 (vinte e seis) municípios, começando em Cezarina e Palmeiras, passando por Paraúna, São João da Paraúna, Palminópolis, Turvânia, Firminópolis, São Luis de Montes Belos, Aurilândia, Cachoeira de Goiás, Moiporá, Ivolândia, Israelândia, Jaupaci, Montes Claros, Iporá, Amorinópolis, Diorama, Palestina de Goiás, Arenópolis, Caiapônia, Piranhas, Bom Jardim, Doverlândia, Baliza e Aragarças.

 

Em abril de 2016 tive a honra de assumir a coordenação da 7a DRP a pedido do atual Delegado Geral de Polícia, Dr. Álvaro Cássio do Santos. Com o lema "Polícia Civil: compromisso com a verdade e a Justiça", a direção da Polícia Civil determinou a todos os coordenadores de regionais que promovessem, primeiramente, uma integração dentro da própria Instituição, ou seja, entre Delegados, Agentes, Escrivães (além dos funcionários administrativos) e servidores do Instituto de Identificação.

 

O objetivo da integração foi dar uma maior motivação e principalmente uma maior valorização dos Policiais Civis para que a produção cartorária, investigativa e operacional fosse otimizada. No âmbito da 7a DRP o resultado dessa motivação e valorização do servidor teve efeito imediato: em agosto de 2016 a 7a DRP (através de operações realizadas por suas Delegacias e grupos, além de operações integradas com outras forças de segurança, principalmente a PMGO) ganhou o prêmio de regional destaque do Estado de Goiás, feito inédito, pela primeira vez na história esse prêmio veio para nossa região!

 

No ano de 2017 todas as Delegacias que compõem a área de circunscrição da 7a DRP fizeram diversas operações, bem como investigações, sobretudo relacionadas a crimes praticados por organizações criminosas com atuação interestadual e internacional, além de crimes de homicídio, tráfico de drogas, crimes contra a dignidade sexual e contra o patrimônio, principalmente relacionados a furtos de gado e em propriedades rurais. O baixo efetivo de Policiais não foi um entrave para uma produção maior e melhores resultados: das 26 (vinte e seis) cidades que compõem a 7a DRP, apenas 8 (oito) possuem Delegados. Em 2017 foram nomeados Agentes e Escrivães de Polícia para atuarem na nossa região, principalmente nas cidades de Cezarina, Palmeiras de Goiás, São Luis de Montes Belos, Caiapônia e Aragarças. Em 2018 terá um novo concurso da Polícia Civil pra Delegados, Agentes e Escrivães. Aguardamos, com certeza, que a nova nomeação de Policiais Civis beneficiem nossa região e que cada Comarca e Grupo Especializado possa contar com um Delegado, Agentes e Escrivães em quantidade satisfatória para a execução das investigações, operações e trabalhos cartorários.

 

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da 7a Delegacia Regional de Polícia, deseja a todos prosperidade no Ano Novo. (Polícia Civil: compromisso com a verdade e a Justiça)

Ronaldo Pinto Leite

Ronaldo Pinto Leite é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais, estado onde foi advogado. É Delegado de Polícia de Classe Especial e atualmente está Titular da 7a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iporá.

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
27 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

    Botão do Facebook
    Faça aqui o seu cadastro!