Opinião

Chuvas caem. Estejamos atentos ao grande risco de Dengue

Célia Barros
12/11/2018

Sempre que o período chuvoso chega, os riscos de Dengue aumentam, já que o mosquito transmissor da doença encontramais facilidade para procriação. Com mais mosquitos, mais contaminação de Dengue ocorre.

 

Precisamos estar atento a este risco. E no Estado de Goiás, no mês de outubro, houve um número de infestações, como nunca visto. Se não tomarmos cuidado, a situação poderá ser lamentável neste período chuvos.

 

E a forma mais eficaz de combater a Dengue é com manejo ambiental. Todo o Estado de Goiás passará por uma semana de grande mobilização que será entre dias 26 e 30 deste mês. Em Iporá, na região e em todo o Estado haverá intensa atividade. Em Iporá, com a secretária municipal de saúde, Daniela Sallum e sua equipe, e nos demais municípios, cada qual com sua equipe, haverá intensa ação. Convidamos a todos para que tome parte neste trabalho. Se cada um fizer a sua parte, tudo será melhor.

 

Deixo aqui um esboço sobre o que teremos na saúde pública do Estado para esta semana de intensas atividades de combate ao mosquito aedes aegypti.

 

SEMANA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO INTERSETORIAL DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI

 

Setores Educação, Assistência Social e Saúde juntos no combate ao mosquito

 

PROPOSTA:
- Mobilizar e sensibilizar as redes de Educação, Assistência Social, Defesa Civil, Saúde nos estados e nos municípios a respeito da importância da prevenção de doenças como a dengue, a zika e a chikungunya, bem como do combate ao mosquito Aedes aegypti; em novembro (26 a 30/11/2018), os setores da educação, assistência social e saúde, realizarão de ações educativas, de promoção e de prevenção, visando ampla mobilização para o controle do vetor no âmbito das diversas unidades federativas, em todo o Brasil.
- Dia D de combate ao mosquito na sexta-feira 30/11/2018 com presença de autoridades, gestores, líderes, personalidades participando de atividades para combate ao mosquito

 

OBJETIVOS:
- Engajamento dos estados e dos municípios no combate ao vetor para a disseminação das informações e boas práticas em toda à sociedade;
- Fortalecimento e aperfeiçoamento da comunicação entre as gestões estaduais e municipais de Educação, Assistência Social, Saúde no combate ao Aedes aegypti; e
- Mobilização e sensibilização da comunidade escolar e rede do Sistema Único de Assistência Social (Rede SUAS) e da Saúde, a respeito da importância do combate ao Aedes aegypti para a prevenção da dengue, zika e chikungunya.

 

PÚBLICO:
- Gestores, docentes, discentes, conselheiros e demais profissionais e lideranças, beneficiários e usuários das redes de Educação, Assistência Social e Saúde.

 

RESULTADOS ESPERADOS:
- Adoção de medidas de prevenção e controle de focos do mosquito nos espaços das unidades de ensino, do SUAS, da saúde e das instituições setor meio ambiente, integradas às rotinas das atividades das áreas, e balizadas nos princípios e diretrizes das políticas de Educação Permanente e Continuada em Saúde como caráter permanente;
- Organização de coletivos pela comunidade escolar e rede do SUAS, da saúde e de instituições do setor meio ambiente para o desenvolvimento de ações de educação, promoção, comunicação e mobilização para o combate ao Aedes aegypti; e
- Sensibilização da comunidade escolar, redes do SUAS, da saúde e do meio ambiente, para as ações de prevenção e eliminação dos focos do mosquito, bem como a respeito das consequências das doenças mais prevalentes transmitidas pelo mosquito.

 

Estratégia de convocação:
- Realização de videoconferência entre SNCC (Sala Nacional de Coordenação e Controle para Enfrentamento do Aedes) e as salas estaduais de coordenação e controle (SECC);
- Contato telefônico com prefeitos e outras autoridades (capitais);

- Sensibilização de secretários estaduais e municipais da Educação, da Assistência Social, da Saúde e do Meio Ambiente para engajamento na ação;
- E-mail marketing e/ou vídeo dos ministros da Saúde, da Assistência Social e da Educação convidando os gestores e trabalhadores para a ação;
- Envolvimento de entidades como a Frente Nacional de Prefeitos, Confederação Nacional de Municípios, Conselhos Profissionais, entre outros;
- Propor a mobilização e toda campanha como item de pauta nas CITs e CIBs dos setores; e Comunicação via plataformas e mídias disponíveis.

 

Ações de comunicação:
- Release da Sala sobre a ação para a publicação, pelas Assessorias de Comunicação das Pastas e instituições parceiras;
- Divulgação dos conteúdos nos portais e nas redes sociais dos Ministérios da Saúde, da Assistência Social, da Educação e da Subchefia de Assuntos Federativos (SEGOV/PR);
- Produção, publicação e distribuição de matéria de rádio e chamada em plataformas digitais chamando para a mobilização;
- Criação, publicação e divulgação de banner da Semana Nacional de Mobilização para a publicação nas plataformas comunicativas dos entes envolvidos, inclusive estados, municípios e as diversas secretarias. O banner deve conter link para a página “Prevenção e Combate: Dengue, Chikungunya e Zika”, especialmente para as informações da Semana;
- Disponibilização de espaços nas plataformas comunicativas dos setores envolvidos, para a publicação de boas experiências nos estados e municípios, durante a preparação e a Semana Nacional de Mobilização, inclusive nas redes sociais, instagram, twitter, youtube por meio da
#mosquitonao; e
- Matérias de rádio para a “A Voz do Brasil” e outros canais do governo federal ou estaduais.

 

Ações propostas:
- Articulação dos setores educação, assistência social e saúde, por intermédio das salas estaduais e municipais de coordenação e controle, para fomentar e orientar as atividades a serem desenvolvidas pelos estados e municípios, principalmente nas regiões com maior número de casos de dengue, zika e chikungunya;
- Registrar, sistematizar e consolidar os resultados das atividades desenvolvidas e enviar aos Ministérios da Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e à Casa Civil;
- Convidar gestores e trabalhadores e demais participantes das redes de ensino, do SUAS, da saúde, do meio ambiente via e-mail e redes sociais, para que participem da mobilização;


- CADASTRO DO CARTÃO SUS: equipes de saúde estarão presentes nas unidades de ensino para fazer o cadastro dos estudantes que ainda não possuem o Cartão Nacional de Saúde;

 

- AÇÃO EDUCATIVA: instruir a comunidade escolar, a rede SUAS e instituições do setor meio ambiente sobre a importância da prevenção e do combate ao vetor. Além de orientar, as equipes podem distribuir folders, adesivos e cartazes, entre outros materiais, para criar espaços de debate, troca de experiências e sensibilização para o combate ao Aedes aegypti;

 

- MUTIRÕES DE LIMPEZA: mobilizar a comunidade escolar e rede do SUAS e da saúde, para encontrar e eliminar eventuais focos do mosquito nas áreas próximas às unidades e também nas suas residências;

 

- PRODUÇÃO DE MURAIS INFORMATIVOS: divulgação de informações e das ações acerca do combate ao Aedes aegypti nas unidades de ensino e instituições do SUAS, da saúde e do meio ambiente. A comunidade escolar e rede do SUAS podem acompanhar o que está sendo feito, os cuidados básicos de prevenção e os horários de palestras sobre a temática;

 

- GINCANAS: reforçar o trabalho em equipe e participativo da comunidade escolar, rede do SUAS e do Meio ambiente em um exercício de cidadania, tornando assim, os profissionais, discentes, beneficiários e usuários, em multiplicadores das ações preventivas contra o vetor;

 

- ATIVIDADES LÚDICAS: realizar oficinas de teatro e quadrinhos, leitura de estórias, apresentações culturais, entre outras, para auxiliar o aprendizado da comunidade escolar e da rede do SUAS do combate ao vetor; e

 

- RODAS DE CONVERSA: estabelecer espaços de diálogos, troca de experiências e sensibilização
para o combate ao mosquito.

Célia Barros

Célia Barros é Coordenadora Regional de Saúde na Região de Iporá

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
1 voto
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

    Botão do Facebook
    Faça aqui o seu cadastro!