Opinião

O cartão postal da cidade merece um tratamento melhor

Francisco de Salles Filho, o Chicão
18/11/2019


No ano de 1996 a Prefeitura de Iporá adquiriu da minha família a área onde está hoje construído o Lago Pôr-do-Sol. Era terra do meu avô Antônio Capangueiro.


E de fato construiu uma obra bonita, que passou a ser o cartão postal da cidade. O Lago foi uma ideia nova, uma coisa que fez a diferença em Iporá.


Mas atualmente aquele local que é de educação física, de esportes, de lazer e de festa, está deixando a desejar. O Lago chegou aos seus 23 anos de existência todo em desmanzelo.


O local é sujo, nem sempre a iluminação é boa, tem estragos em calçamento e na quadra de grama sintética. O lago está todo assoreado, raso mesmo. Precisa de ser esvaziado e feita uma limpeza. A última fez que fizeram isso foi em 2014. 


E o pior de tudo quanto ao Lago é que deixaram ali ser local para a bandidagem. Nesta semana mesmo, aqui no Oeste Goiano, fizeram uma notícia de prisão de um traficante que começou a ocorrência pelo Lago, onde estava um usuário de drogas.


E já tiveram outras ocorrências por lá. É que o lago virou refúgio para os viciados. Antigamente, tinha posto policial no Lago. Havia respeito. E as famílias frequentavam o lago com mais tranquilidade. Agora, quem quiser ver os usuários é passar por lá.


As polícias teriam que estar mais presentes no Lago e a Prefeitura precisaria criar uma Guarda Municipal para o Lago. É uma pena ver o nosso cartão postal da cidade como está. O povo sumiu do lago. Vários quiosques já fecharam.


E a Prefeitura nada faz. Não zela bem e não estou nem falando de novos investimentos. Isso nunca teve. O lago se resume no que o prefeito que o criou fez: o primeiro lado dos botecos, feito em um mandato. E o lado das quadras, feito em um outro mandato, mas pelo mesmo prefeito criador daquele local.


O prefeito de Iporá deixa a desejar em muita coisa e o Lago é desses lugares descuidados. Isso é muito triste, ver o cartão postal da cidade assim.

Francisco de Salles Filho, o Chicão

Francisco de Salles Filho, o Chicão, é morador de Iporá

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
23 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Thales Vieira 20/11/2019

    "O Lago chegou aos seus 13 anos" não, já são 23 anos.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

Botão do Facebook
Faça aqui o seu cadastro!