Opinião

Prefeito quer alterar forma de gerir cemitério. Não concordo

Eurides Laurindo
01/10/2018

A revogação do Artigo 12 da Lei 1.526/2012 é algo com o qual não concordo. Isso abre brecha para o prefeito permitir, futuramente, que empresas da cidade tenham gestão sobre os cemitérios da cidade. Não concordo. Essa precisa ser uma tarefa do poder público.

 

Já o inciso contido neste artigo é bom mesmo que seja extinto para que possam surgir mais empresas no ramo a explorar o serviço funerário em Iporá. Portanto, estamos a favor disso. No entanto, a gestão de cemitérios precisa estar a cargo da Prefeitura. Sem o Artigo 12, poderíamos no futuro ter uma concorrência pública para exploração deste tipo de serviço.

 

Está tramitando na Câmara este Projeto, o de Nº 38/2018, de autoria do Poder Executivo. Este projeto tem sido debatido. Está sob pedido de vista do vereador Marinho da Mata. Já tenho minha posição tomada a respeito do mesmo. Sou um legislador que acredita que o poder público precisa ter o controle destas questões tão básicas como administrar um cemitério.

A iniciativa privada é importante em muitas atividades. Por exemplo, a presença de várias empresas em disputa do mercado de serviços funerários é boa, haja vista que baixa custos para a comunidade. É muito ruim quando uma só empresa (ou poucas) exploram um tipo de serviço tão essencial. A disputa de mercado e competitividade de preços é saudável.

 

Nesta questão dos serviços funerários em Iporá acreditamos que os vereadores vão encontrar a melhor forma de satisfazer os interesses do povo. Temos que ficar do lado da comunidade.

Eurides Laurindo

Eurides Laurindo é vereador em Iporá pelo PDT

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
15 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

    Botão do Facebook
    Faça aqui o seu cadastro!