Opinião

Queremos ajuda da comunidade para zelar dos animais

Maria Vesçoni Garcia
24/06/2019


Temos um trabalho em Iporá de proteção aos animais e para o qual convidamos a todos para contribuir. Estamos todos os dias praticamente no Lago Pôr-do-Sol, onde zelamos de animais. Temos um projeto de conscientização das pessoas para com os animais. Queremos que as pessoas socializem com os animais. Eu ensino aos animais. Se você ensinar, os animais tem condições de aprender. Eles possuem sua linguagem, seu olhar. Quando eles percebem que pessoas não gostam deles, ele sabem o que está acontecendo e ficam latindo.

 

Sempre houve, mas ultimamente estamos deparando muito com uma situação de maus tratos aos animais. No Lago, onde costumo zelar dos animais, os mantenho em alimentação e zelo da melhor forma que posso. Preciso retirar os animais de pessoas que maltratam. Infelizmente, isso acontece. E mesmo no Lago, aparecem pessoas para maltratar. Esses que maltratam animais no Lago não são adolescentes. São pessoas de mais de 50 anos. Já conversei com estas pessoas, mas os animais continuam sofrendo maus tratos. Jogam nos animais paus, pedras e tijolos de cimento. É hora de dizer NÃO aos maus tratos com animais.

 

Este é um trabalho de encaminhamento de animais para adoção. Temos zelo pelos que são de ruas e damos a eles medicamentos e ração. Eu me propôs a fazer isso, mas preciso de doações. Temos camas para os animais, mas que são simples. E o local aqui no Lago Pôr-do-Sol é improvisado. Estamos com esses animais por aqui e para adoção, mas adoção responsável que é para entregar para pessoas que, de fato, vão cuidar.

 

Aqui, temos animais que, na medida do possível, estão bem cuidados, castrados e com colar. Esse colar significa que estão castrados, seja machos ou fêmeas. Isso é feito com a ajuda da comunidade, seja de dinheiro ou medicamentos.

 

Fui criada em um lar que não teve violência e digo que com os animais é a mesma coisa. Não precisa bater. Tenho um diálogo, tanto com crianças quanto com animais. Se você tem autoridade na voz, você consegue educar sem bater. Eles, os animais, aprenderam me amar.

 

Esse é um trabalho sem fins lucrativos e que me emociona. Tem muitos de fazenda e de chácaras vindo aqui no Lago buscar animais para adoção e até pessoas da cidade que querem ter o seu cão de estimação em casa.

 

Sou formada em História e técnica em enfermagem, digo que isto aqui é um trabalho de conscientização e que viso prevenção. Sabe-se que a alimentação é importante para prevenir doenças e quero fazer isso com a ajuda comunidade. Quando chega aqui animal desnutrido, geralmente está doente, com a imunidade baixa. Temos que amparar esses animais.

 

Espero mais ajuda da comunidade. Nos procure no Lago Pôr-do-Sol. Estamos sempre neste local. E para quem quiser entrar em contato fica aqui o número: 64 9 8412-9991 (zap e telefone).

Maria Vesçoni Garcia

Maria Vesçoni Garcia, a Vera Garcia, é formada em História e Técnica em enfermagem e atua na defesa dos animais em Iporá.

Mais Opiniões
O que achou desse Artigo?
21 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • ARNON GERALDO FERREIRA 24/06/2019

    Parabéns professora pela a iniciativa, e é preciso o despertar da sociedade para a questão dos animais que são usados para obtenção de lucros e depois são descartados. E uma outra questão é a grande quantidade de animais de rua é preciso urgente uma ação pública no sentido do controle através da castração, antes que vire um problema de saúde.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

Botão do Facebook
Faça aqui o seu cadastro!